Festival de jazz e blues a preços populares

jazz Ai vai a dica para pessoas que como eu são amantes do jazz.

Oito atrações, entre elas o guitarrista norte-americano Scott Henderson e o cantor e compositor inglês José James, fazem parte da 6ª edição do evento Sesi Jazz & Blues, que acontece de quinta-feira (17) a domingo (27), no Teatro Popular do Sesi-SP, na região central de São Paulo (SP). Os ingressos custam entre R$ 5 e R$ 10.

Além deles, a programação conta com músicos brasileiros da banda Soundscape, que apresentará clássicos e músicas autorais; o instrumentista fluminense Raul de Souza –também inventor do chamado Souzabone, tipo de trombone usado na execução de seus shows– o reconhecido pianista Ari Borger; a banda Armazém Abaporu, cujo repertório de música instrumental brasileira tem influências do jazz, da música erudita e do folclore nacional; e o multiinstrumentalista Egberto Gismonti, que se apresenta ao lado do filho e violonista Alexandre Gismonti.

Scoth Henderson Scott Henderson

Norte-americano da Flórida, o guitarrista tem no currículo companhias musicais que vão de Led Zeppelin a James Brown. Pela sua identificação com o estilo fusion –corrente criada por Miles Davis no final dos anos 1960, que uniu os princípios do jazz com a negritude de parte do rock — Henderson também tocou com os pianistas Chick Corea e Joe Zawinul. A partir de 1994 mudou um pouco seus rumos musicais ao gravar um disco de acento blues.

 

José James

Com uma combinação de blues urbano, hip hop, soul e a vertente eletrônica drum&bass, o cantor e compositor inglês, que vive em Nova York, vem chamando a atenção da crítica e dos fãs do novo jazz. Seu álbum mais recente, “The Dreamer”, foi bem recebido pela crítica de jazz.

Jean Jacques Milteau e Manu Galvin

O parisiense Jean Jacques Milteau se destacou nos anos 70, ao mostrar seu talento em discos de artistas como Charles Aznavour, Yves Montand e Barbara. Ao longo de sua carreira, o inquieto músico também foi influenciado por outros ritmos, do zydeco aos jiggs irlandeses, passando pela rica tradição musical de Memphis, chegando a compor trilhas sonoras para o cinema e música para comerciais e programas de televisão.
Ronaldo Palleze/Divulgação

A banda de jazz SoundScape reúne 17 componentes que tocam diversos instrumentos

SoundScape Soundscape

Criada em 1999, a banda paulista Soundscape reúne 17 componentes distribuídos em cinco saxofones, quatro trompetes, quatro trombones e uma sessão rítmica com piano, guitarra, contrabaixo e bateria. Seus músicos exploram os vários estilos de jazz em composições próprias e de mestres do ritmo, como o baixista e pianista Charles Mingus, o trompetista Freddie Hubbard e do pianista Herbie Hancock, entre outros.

Raul de Souza

O instrumentista e compositor carioca Raul de Souza logo cedo aprendeu pandeiro, bumbo, caixa e prato. Hoje o trombone é o seu instrumento principal. Em sua carreira internacional, ele tocou com artistas do porte da cantora Sarah Vaughan, do baixista Stanley Clarke e do saxofonista Ron Carter.
Divulgação

O músico Ari Borger é referência no blues brasileiro e também é atração

Ari Borger

O músico é referência no blues brasileiro. Já tocou com Pinetop Perkins, Johnnie Johnson e Clarence Gatemouth Brown, além de abrir os shows do mestre B.B. King. Seu elogiado álbum de estréia, “Blues da Garantia” (2001), foi gravado em New Orleans (EUA), cidade onde morou por alguns anos. Com a participação de músicos da cena local, entre eles Jack Cole e Ivone Williams, ele interpreta canções de sua autoria e alguns clássicos do gênero.

Armazém Abaporu

A banda faz uma abordagem musical erudita contemporânea com cadências folclóricas nada convencionais. Seu quarto e novo trabalho, previsto para ser lançado em agosto, apresenta um refinamento erudito, aliado a improvisação jazzística. Seus integrantes são: Sergio Cardoso (diretor musical, violão, cavaquinho, composições e arranjos); Giuliana Audrá (flauta, flauta em sol e piccolo); Anderson Quevedo (sax soprano, alto, tenor e barítono); Mauricio Fernandes (piano e teclado); Daniel Amorin (contrabaixo acústico e elétrico); e Mauricio Caetano (bateria e percussão).
Milton Montenegro/Divulgação

Alexandre e Egberto Gismonti (pai e filho) se apresentam juntos no festival de jazz e blues

Alexandre e Egberto Gismonti

O multiinstrumentista, compositor e arranjador fluminense Egberto Gismonti explora ao longo da carreira diversos ritmos brasileiros. Gismonti já gravou 60 discos, 30 trilhas para balés, 22 para cinema e 11 para séries de televisão. No festival, ele se apresenta ao lado do filho, o violonista Alexandre Gismonti, que está se lançando em carreira solo.

O projeto Sesi Jazz & Blues foi criado em 2002, e desde então apresenta diferentes propostas artísticas.

Confira abaixo a programação completa:

17/7 (5ª feira) – Soundscape (20h)
18/7 (6ª feira) – Raul de Souza (20h)
19/7 (sábado) – José James (20h)
20/7 (domingo) – José James (19h)
22/7 (3ª feira) – Ari Borger Quartet (20h)
23/7 (4ª feira) – Armazém Abaporu (20h)
24/07 (5ª feira) – Jean Jacques Milteau e Manu Galvin (20h)
25/07 (6ª feira) – Jean Jacques Milteau e Manu Galvin (20h)
26/07 (sábado) – Scott Henderson (20h)
27/07 (domingo) – Alexandre e Egberto Gismonti (19h)

Teatro Popular do Sesi – av. Paulista, 1.313, centro, São Paulo, SP. Tel.: 0/xx/11/3146-7405.
Ter. a sáb.: 20h. Dom.:19h. 456 lugares. 14 anos. Ingr.: R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira). Até 27/7.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s