Biografia Mitch Pilleggi e Willian B. Davis

x_skinner Mitch Pilleggi

Mitch Pileggi nasceu em 15 de abril de 1952 em Portland, mas viveu em várias partes do mundo, chegando a estudar em uma universidade na Alemanha. Trabalhou durante um tempo no Departamento de Defesa, mas logo se envolveu com teatro regional em Austin, Texas, atuando em peças como “Jesus Cristo Superstar”. Após algumas pontas na televisão, Mitch resolveu se mudar para Los Angeles. No cinema, Mitch trabalhou em filmes como “Instinto Selvagem” e “Um Vampiro no Brooklin”. Na televisão, ele fez um papel em “Dallas” e numerosas pontas em séries como “Models Inc, além de alguns filmes para a TV. Recentemente, Mitch terminou de filmar “Marabunta,” um filme da Fox. Ele é casado com Arlene Rempel, que também trabalha na série substituindo Gillian Anderson na marcação das cenas. Recentemente, eles tiveram uma filha. Pileggi interpreta um papel bastante contraditório em X-Files: alguns o odeiam, alegando que ele joga duplo nos Arquivos X, outros o adoram. Como você acha que o Mulder voltaria do Queen Ann sem a ajuda do chefe? Nessas últimas temporadas, a ajuda de seu personagem vem aumentando cada vez mais e promete ter um desfecho surpreendente nos próximos episódios.

x_cancer Willian B. Davis

Parece impossível, mas William B. Davis não fuma, mas faz um papel de fumante na série. Ele fumava antigamente mas deixou de fumar muito tempo antes de encarnar o misterioso Canceroso em Arquivo X, e fuma cigarro de ervas para desempenhar o papel. É um papel que Chris Carter achava que não iria tornar-se parte integrante da série mas que devido a grande falação que teve, acabou ficando. O ator, que também é professor de Artes Dramáticas, apareceu no episódio Piloto de Arquivo X como uma figura sombria que participa da operação de acobertamento do material encontrado pelos agentes Mulder e Scully. Nascido em Toronto, a 13 de Janeiro, Davis começou como ator ainda na infância, e mais tarde estudou na Universidade de Música e Artes Dramáticas de Londres. Davis formou-se e voltou para o Canadá, onde até hoje é diretor do Centro William Davis para Estudos de Arte, tendo mudado para Vancouver para dirigir a Escola de Arte Dramática Vancouver Playhouse, em 1985. Também se manteve ocupado atuando em produções para a TV, como “Stephen King’s It”, “MacGiver-Profissão Perigo” e “Hearth of a Child”, assim como nos filmes “Olha Quem Está Falando” e “A Hora da Zona Morta”. Com sua carreira de ator ocupando a maior parte do seu tempo, William largou um pouco do ensino. Enquanto isso, seus alunos desenvolvem interesse e admiração cada vez maior por seu trabalho na tela, tendo um deles chegado a sugerir que o Canceroso na verdade seria um alienígena que gosta de monóxido de carbono.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s